09 janeiro, 2008

Começo...




Começo a conhecer-me. Não existo.

Sou o intervalo entre o que desejo ser e os outros me fizeram,

Ou metade desse intervalo, porque também há vida...

Sou isso, enfim...

Apague a luz, feche a porta e deixe de ter barulhos de chinelos no corredor.

Fique eu no quarto só com o grande sossego de mim mesmo.

É um universo barato.

Álvaro de Campos

 


2 comentários:

Eu sou... disse...

Ena a mim a mudança de layout resultou mesmo. Parabéns! A fotografia do Rio de Mouro é fantástica.
Também já tens o link da cusquice :-))

Aproveito para te avisar que estão abertas inscrições no meu blog.

Bjs

dejalo que va lejos disse...

Obrigada mesmo... e fico feliz por gostares (".)

Como vês a casa já está arrumadinha, e de tempos a tempos irá ficar mais iluminada ;o))) Faz parte!!!

Quanto às festas de 2008...

Beijos e abraços